Em entrevista a Dylan Araújo, no programa Revista Rio, a oftalmopediatra, Diana Danda, falou sobre os riscos da exposição das crianças aos diferentes tipos de telas, especialmente nesse período em que os pequenos estão fora da escola e muitos passam pela experiência do confinamento e da educação à distância, feita pelo computador, tablet ou telefone celular.

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a recomendação de exposição às telas, para crianças de até dois anos, é de tempo zero. Para os menores com idade entre dois e cinco anos, o tempo de exposição é de, ao todo, uma hora por dia, seja à frente de televisões, celulares, tablets ou videogames. Acima dessa idade, a exposição pode ocorrer por até duas horas.

Ouça a entrevista clicando no player!

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentario.
Por favor digite seu nome aqui.