Todo trabalhador vai poder sacar R$1.045 de contas ativas ou inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Se o saldo da conta for inferior a R$1.045, será disponibilizado o valor total.

Mesmo que o beneficiário tenha conta em outro banco, ou na própria Caixa Econômica Federal, o pagamento do saque emergencial do FGTS, será feito por meio da poupança digital, a mesma usada para o crédito do auxilio emergencial de R$600.
O vice-presidente de agente operador da Caixa, Edilson Carrogi explica que não é necessário nenhum tipo de cadastro. O dinheiro será retirado automaticamente do Fundo de Garantia e depositado na conta social digital.

Além da opção de não querer sacar o auxilio do FGTS, caso o dinheiro não seja utilizado, o recuso volta para a conta do trabalhador.

O calendário para que a Caixa faça o crédito na conta social digital começa dia 28 de junho e vai ocorrer durante 12 semanas, sempre às segundas-feiras, de acordo com o mês de nascimento. Os saques ocorrerão até dia 21 de setembro. A partir daí, o recurso pode ser utilizado para compras online e pagamento de boletos.

Já o calendário para que o trabalhador possa fazer o saque, em dinheiro, ou transferir para outra conta só terá início no dia 25 de julho, com as pessoas nascidas em janeiro. A liberação dos saques também ocorrerá de forma semanal, todos os sábados, até 14 de novembro.

Nesta segunda-feira (15), o valor do saque emergencial e data do crédito poderão ser consultados pelo aplicativo do FGTS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentario.
Por favor digite seu nome aqui.