Neste momento, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, atualiza as informações sobre a operação de pagamento do auxílio emergencial.

Defensoria Pública poderá contestar resultado de auxílio emergencial

Todos aqueles que tiveram o auxílio emergencial negado podem, a partir da próxima segunda-feira (22), entrar com pedido de contestação de resultado por meio da Defensoria Pública do seu município, de acordo com informações do Ministério da Cidadania divulgadas na quarta-feira (17). Segundo a pasta, será preciso apresentar documentos que comprovem a elegibilidade do recebimento do benefício.

O defensor público-geral federal Gabriel Faria Oliveira disse que o acordo é estratégico para dar a chance de que os casos sejam analisados individualmente. “Aqueles que tiveram o benefício eventualmente negado, por alguma desatualização no cadastro que não seja condizente com a realidade atual, têm a possibilidade de buscar ajuda para resolver a questão sem judicialização”, destaca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentario.
Por favor digite seu nome aqui.