O Grêmio Vilanovense recebeu em casa o TAC de Estrela do Sul e precisava da vitória para garantir com tranquilidade a vaga para a próxima fase da competição, só que o time de Estrela não estava tão disposto a entregar os pontos facilmente.

A partida começou com o time da casa criando grandes chances e chances reais de gol, a primeira delas foi com Cleitinho após receber cruzamento dentro da área ele chuta e Saulo defende. Outra grande chance foi logo em seguida, Mauricio chuta forte o goleiro Saulo não consegue segurar e Dó não consegue pegar o rebote e mandar para o gol.

Mas aos 12 minutos após muita insistência o Grêmio finalmente chega ao primeiro gol com Cleitinho após receber um cruzamento da esquerda ele manda para o fundo das redes, a equipe da casa ainda teve mais uma chance com Marcinho que entra pela direita e chuta cruzado e outra aos 35 minutos Marcinho entra livre na área e toca para Diogo que chuta para fora, perdendo uma grande chance de ampliar o placar.

E como diz o velho ditado “quem não faz toma”, aos 45 minutos da primeira etapa Thiaguinho empata a partida para o TAC em uma cobrança de pênalti, “na hora ali só olhei o goleiro e tentei deslocar ele, e graças a Deus eu fui feliz na batida”, disse Thiaguinho.

Na volta do intervalo o Grêmio teve uma grande chance aos três minutos com um chute forte de Diogo de fora da área, Saulo espalma a bola ainda bate na trave e sobra para Marcinho que estava em posição irregular.

E aos 23 minutos Elvis desempata a partida para o TAC e define o jogo, os dois times ainda criaram várias chances, porém foram pouco aproveitadas e mesmo com as mudanças proporcionadas pelos dois treinadores o resultado não modificou.

“Nós demos um passo muito bom rumo à classificação, agora nós temos mais um jogo lá em Grupiara, fora de casa, e depois fechamos com a Abadia (dentro de casa), a gente conseguindo um empate lá em Grupiara, com todo respeito a equipe deles, se a gente conseguir um empate lá e dentro de casa decidimos com a Abadia, eu creio que conseguimos essa classificação”, explica o técnico do TAC, Nicolau.

“Respeitamos a equipe do TAC, é uma equipe que merece muito respeito, haja visto os gols que perdemos no 1 tempo, podíamos ter fechado o 1 tempo com três, quatro a zero, não fechamos, avisei, conversei com o grupo (na parada técnica), pedi atenção, aconteceu que tomamos a virada, falhamos”, disse Glênio Luiz, técnico do Grêmio Vilanovense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here