Banco Central: com queda da inflação, brasileiro recupera poder de compra


Com a queda da inflação para o menor nível histórico, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que o brasileiro recuperou o poder de compra. No atual cenário econômico, qualquer reajuste que o trabalhador conseguir haverá um ganho real no salário. Em entrevista ao portal Governo do BrasilGoldfajn falou sobre temas importantes que afetam diretamente a vida dos brasileiros.

“Inflação baixa significa que, uma vez reajustado o salário, é possível comprar muito mais produtos do que no caso da inflação alta. No passado, o salário subia, a inflação subia muito mais. O preço nos supermercados subia bem mais. E no final, o trabalhador não ganhava”, argumentou. “Agora, qualquer ajuste de salário significa um ganho real, porque os preços não vão subir”, disse.

Na avaliação de Goldfajn, o atual cenário é positivo para as famílias brasileiras, já que com juros e inflação mais baixos, é possível manter o poder de compra do salário dos trabalhadores. Para o presidente do Banco Central, a atual situação da economia mostra que o Brasil superou a recessão.

“Nós já tivemos na economia, há dois anos atrás, uma recessão com muita inflação. Dessa vez, temos uma recuperação […] Ou seja, a economia agora cresce com menos inflação”, concluiu.

Nos últimos dias, o Banco Central vem indicando que voltará a cortar a taxa básica de juros, a Selic, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em maio. Atualmente, essa taxa é a menor da história, em 6,5% ao ano. Além disso, a instituição espera que a economia cresça 2,6% neste ano.

Fonte: Governo do Brasil
Publicidade

Ultimas notícias